Arquivo | julho 2016

Entenda a Depressão… E ajude, não julgue!

Medo ou desconhecimento? Nesse artigo conheça 8 sintomas de pessoas que levam a vida com o que chamamos de “depressão mascarada”, doença que elas tentam esconder ou mesmo que nem sabem que têm. Embora a sociedade atual demonstre, de modo geral, um maior conhecimento sobre a depressão, o que se vê, muitas vezes, é uma […]

via OITO ATITUDES TÍPICAS DE PESSOAS QUE TÊM DEPRESSÃO, MAS NÃO DEMONSTRAM — maismaismedicina

Anúncios

Entendendo a “Língua dos Bebês”

ling

Seu bebê está chorando copiosamente sem motivo aparente, e você se apavora pensando no que fazer, no que deixou de fazer, no que não deveria ter feito… e tenta de tudo para acalmá-lo, até descobrir o que realmente o aflige naquele momento. Bem vinda ao meu mundo! Mas conforte-se em saber que isso é muito comum na maioria das familias. Tudo porque nós adultos temos uma forma de expressão muito diferente da dos bebês. Eles, ao contrário de nós, não falam, mas entendem tudo e não só querem, como precisam, se expressar de alguma forma. E ficam muito irritados quando não são compreendidos.

Estudando sobre isso, descobri que algumas mães pelo mundo estão tentando uma “nova técnica de tradução” da linguagem dos bebês, intitulada “Linguagem dos sinais”, para as crianças que ainda não falam.Lembrando que não se trata exatamente da técnica de Libras, utilizada para deficientes auditivos. É algo um pouco diferente e menos técnico, mas tem os mesmos objetivos, a comunicação.

O ensino da linguagem de sinais, aliás, não deve começar a ser ensinado antes dos seis meses, pois, acredita-se que nessa fase os bebês ainda não têm a memória tão desenvolvida a ponto de guardar os gestos e nem a coordenação motora para realizá-los com sucesso.

Para quem curtiu a ideia, como eu, a boa notícia é que esta linguagem de sinais tende a facilitar a comunicação do bebê com a família, até que ele aprenda a falar. Mas os benefícios vão além disso. A principal vantagem da linguagem de sinais é dar uma alternativa para o bebê se comunicar sem ser chorando ou se irritando ou se frustrando, pois quando o bebê não sabe falar, ele busca alternativas para ser entendido e o choro é o meio de comunicação que eles mais usam. Outros benefícios, tão importantes quanto o primeiro, são o de aproximação da mãe e do pai com o bebê, pois essa ‘conversa’ cria um laço muito mais íntimo entre a família… Já que os pais estarão prestando atenção nos seus bebês e no que eles querem dizer.

Veja quantas vantagens ela traz:

  • Redução da frustração do bebê em tentar se comunicar;
  • Maior facilidade para os pais entenderem o que o bebê quer e para se comunicarem com ele de maneira geral;
  • Aumento da autoconfiança do bebê por conseguir se expressar;
  • Enriquecimento do vínculo entre pais e filho;
  • Estímulo para que a criança aprenda a falar mais cedo e tenha maior vocabulário;
  • Melhora do desenvolvimento intelectual e emocional.

Legal né? Mas… e na prática? Como eu faço?

Flavia Calina, 33 anos, profissional de Educação Infantil, mãe e Youtuber, é uma das mães que têm difundido com sucesso o uso da linguagem de sinais através de vídeos no Youtube. Ela conta que, antes de ter sua filha, já sabia que ensinaria língua de sinais para ela. “Trabalhei alguns anos como professora de bebês e aprendi muito sobre os benefícios e vivenciei na prática com os bebês para quem dei aula”, diz. O objetivo da língua de sinais é diminuir a frustração do bebê em se comunicar, mas também ensinar uma língua a mais para as crianças, para que elas possam se comunicar com outras. “Isso é um adicional muito grande”, observa Flávia.

Para começar a ensinar, os pais devem seguir “passinhos de bebê”: começar com um sinal por vez. “Eu uso o sinal da palavra mais usada com os bebês, que é ‘mamar’. Assim que o bebê aprende o primeiro sinal, você já pode introduzir mais um e assim por diante. Em poucos meses seu bebê vai estar fazendo mais de 15 sinais”, explica Flavia.

“Basta pensar que quando ensinamos um bebê a dar ‘tchau’ com a mãozinha, ele já está fazendo um sinal. Então, adicionamos a esse repertório a fala da palavra em questão e os pais fazendo o sinal junto”, destaca Flavia.

Mas, vale ressaltar, o uso da linguagem de sinais deve ser feito de forma tranquila, respeitando o tempo da criança. A ideia é que os pais digam a palavra ao mesmo tempo em que fazem o sinal sempre que possível, em diferentes circunstâncias, assim o bebê aprenderá com o som, com o sinal e a representação do que disseram. O processo deve ser o mais divertido possível, para ser uma experiência totalmente agradável para o bebê.

Embora, instintivamente, praticamos esses gestos no dia a dia, muita coisa mais podemos fazer para ajudar nossos pequenos a se comunicarem com o mundo e a desenvolverem a fala, propriamente dita, usando essa técnica.

Deixo abaixo o link do Youtube, com o canal da Flavia Calina. Lá tem o vídeo ensinando tudo, e muito mais assuntos interessantes, para papais que adoram entender o mundo de seus filhos, como eu e o Igor.

Linguagem de Sinais para bebês

Bjs

meuavatarassinatura

 

 

 

Sonequinha Gostosa (e saudável)

Eu costumo dizer que o Lorenzo “nasceu dormindo” :D. Mas já explico a expressão:

Aprendi com a minha obstetra que, se a mãe tem um bom acompanhamento pré natal, cuidando da saúde, da alimentação e tomando as vitaminas necessárias, o bebê nasce muito saudável, e com uma reserva de energia e calorias que fazem com que ele nasça saciado e não sinta necessidade de mamar por até 24 horas após o parto. Incrível, né? Com o Lorenzo aconteceu assim, e até melhor, pois o bichinho chorou ao nascer por uns 15 segundos, e caiu no sono! Quando as enfermeiras me trouxeram ele, estava desmaiado, dormindo feito um anjo. E só resmungava um pouquinho quando estava com a fralda suja e logo voltava a dormir. E só foi sentir fome, após chegar em casa, 2 dias depois!!!

Quem assiste a querida Peppa Pig, irá entender quando eu contar que apelidei meu filho de Pedro Poney kkkk… pois ele gosta mesmo de dormir! kkk. E até hoje, com 1 ano e 8 meses, ele não abre mão do seu soninho, 1 ou 2 vezes por dia, regularmente. E dorme… pasmem!!! A NOITE INTEIRA! Não acorda nem pra mamar, nem pra chorar… dorme de 8 a 12 horas por noite, ininterruptamente! Ele é “bom de cama” mesmo!!!

5 e 6 meses (2)

Lorenzo aos 6 meses, tirando a soneca da tarde, chupando o dedo, no colinho gostoso da vovó.

Aprendi que é essencial que o bebê durma também durante o dia. Como os pequenos gastam muita energia porque estão crescendo rapidamente, eles precisam descansar. As sonecas proporcionam uma série de benefícios para o bebê. O relacionamento da criança com os demais adultos se dá melhor quando ela está descansada. Além disso, quando os pais restringem as sonecas do dia, em geral ocorre piora do sono da noite, isto porque quando alguém vai dormir muito cansado a qualidade do sono tende a ser pior. No caso do Lorenzo, quando ele tem um dia muito agitado e não descansou o suficiente, ele costuma ter pesadelos a noite, nada preocupante, mas é devido ao cansaço extremo do corpo. Portanto, ao contrário do que muitos pais acreditam, restringir as horas de sono durante o dia não farão com que o bebê durma melhor a noite.

Não importa de que forma você costuma fazer seu neném dormir, o que é importante é que ele cochile pelo menos umas 2 horas durante o dia, com intervalos ou não. A ROTINA é fundamental!

No caso do Lorenzo, ele mesmo pede pra dormir quando está muito cansado. Embora ainda não fale, seu comportamento acusa: fica manhoso, quer colo o tempo todo, fica com os olhinhos vermelhos, fica irritado e de cara feia kkk, e cai feito um saco de batata o tempo todo e em qualquer lugar kkk… nessa hora sei que está com sono… dou a ele um lanchinho leve, água ou suco, troco a fralda, pego no colo e digo “hora da nana, naninha”… ele encosta a cabecinha do meu ombro, levo ele pro berço, digo “agora você vai dormir, depois a mamãe volta pra te buscar”… e tranquilamente ele agarra seu travesseirinho, vira de bruços e… doooooooorme!!! Isso acontece todos os dias, exceto aos domingos, quando ele vai pra casa do vovô e da vovó, e fica tão feliz e excitado, que não quer saber de dormir por nada! E acho isso muito saudável também, porque ele adora estar na casa dos avós e isso é lindo!

Para concluir: uma rotina com sonecas estáveis e restauradoras é muito importante, com um ritual diário na hora de dormir, que realmente conduza o bebê ao sono. O que mais importa então é o intervalo entre sonecas, e não o horário propriamente dito (lembrando que o intervalo que aguentam acordados vai aumentando conforme sua maturidade).

Encontrei uma tabela genérica que pode te ajudar a controlar as horas de sono do seu bebê, mas ressalto que cada criança tem suas particularidades. O importante é manter uma rotina e disciplina, e tentar não fugir muito dela.

tabela

DICA DA SOL: Se seu neném teve um dia muito agitado, não cochilou, ou cochilou pouco e acordou irritado, faça um chazinho de camomila in natura (eu prefiro porque acho os de saquinhos muito fracos), coe e prepare a última mamadeira do dia com esse chá. Ou se ele mamar no peito, ofereça esse chazinho antes ou depois da última mamada. A camomila além de calmante, é também anti-inflamatória e antiespasmódica, para situações em que seu bebê esteja sofrendo com a dentição ou cólicas ou dores em geral, como as musculares, após as vacinas cruéis. O Lorenzo toma cházinho de camomila todas as noites.

E como é o ritual da soneca do seu bebê? Conta pra gente aqui nos comentários.

Bjs

meuavatarassinatura

 

 

Lencinho ou Fralda Umedecida?

Sempre lidei com crianças, afinal, fiz magistério e como estagiária a gente aprende, primeiramente, a trocar fraldas dos bebês dos berçários, para somente mais tarde ser “promovida” como professora auxiliar no Ensino Fundamental.

Naquela época, cada bebê tinha seu próprio kit de higiene. Algumas mães mandavam fraldas umedecidas, outras, lenços umedecidos… e tinha até as fraldinhas de pano, que precisávamos lavar depois de usadas e mandar limpinhas para as mamães… aff !!!! :/

Mas só depois que tive o Lorenzo, aprendi mesmo, a diferença entre lenços e toalhas umedecidas. Antes eu achava que todos eram iguais… apenas uns quadradinhos úmidos descartáveis que servem para limpar cocô e xixi. Agora eu aprendi que as diferenças entre eles são bem mais importantes:

lencinhos

Lenços Umedecidos: São mais molhados… parecem um TNT bem fininho. Tem baixa absorção, são difíceis de puxar um do outro, e quando estão no fim saem de montes quando você quer puxar apenas um. São vendidos tanto em pack quanto em potes grandes de plástico redondo. Não são nada práticos… na minha experiência. Imagine você com seu bebê no trocador, todo lambuzado de cocô até as costas kkk… e você lutando pra arrancar um paninho do pote com uma mão, enquanto segura as pernas dele com a outra… ninguém merece!!!

A (única) vantagem que vejo neles, é o preço. Encontramos esses potes por aí até por R$ 2,99 ou menos. Na minha sincera opinião, eles são bons apenas para limpar a roupinha deles, depois que vomitam o leitinho, ou na fase da dentição, quando encharcam a blusinha de bába… Esses lencinhos são bons pois retiram o cheirinho de “azedo” que fica na roupinha.

dry

Toalhas Umedecidas: São de fato, toalhinhas suaves parecendo uma espécie de feltro com algodão. São úmidas mesmo (não encharcadas!). Muito práticas para retirar da embalagem, pois saem facilmente uma a uma, e com apenas 1 ou 2 toalhinhas você consegue fazer a limpeza do seu bebê facilmente. A única preocupação é manter a aba adesiva da embalagem, sempre bem fechada para não ressecar as toalhinhas.

Outro ponto importante é verificar se a marca que você for comprar é livre de álcool. Isso é essencial pois se o bebê estiver assado, irá berrar quando você for limpar e ele pode ficar até traumatizado, tadinho rsrs!

Existem muitas marcas de fraldas umedecidas no mercado. Eu não compro marcas famosas, pois acho que é muita ostentação pagar uma fortuna por um pedacinho de pano que vai pro lixo em menos de cinco minutos, cheio de cocô e xixi… Além disso, tem várias marcas boas a disposição, que sequer tem propaganda na tv, mas que não perdem nada para as famosas. Na imagem acima, eu cito a Dry Baby, que é muito boa, e tem também a Personalidades e a Petty Baby… marcas simples mas de ótima qualidade, que você encontra em qualquer farmácia por menos de R$ 4,00.

Um ótimo custo benefício, já que o aproveitamento é bem melhor.

Fica a minha dica aí, mamães. Fiquem a vontade para comentar e sugerir outras marcas boas.

Bjs

meuavatarassinatura

COLIKIDS: A solução para as cólicas do Lorenzo

Mamães… estou repostando essa matéria pois ela é muito importante para quem acabou de ter seu bebezinho (especialmente minha amiga Andreia Sabo, queridona e mãe do pequeno e lindo Felipe).
Compartilhem.
Bjs

Meu Relicário

Gente, ser mãe de primeira viagem, não é nada fácil! Quando se tem o primeiro filho, todo dia (e toda noite), é algo novo a descobrir (e a aprender). E junto com estas novidades, vem as dúvidas, os medos e as incertezas… e claro, o desespero (no meu caso).

E por ser inexperiente, ouvimos muitas dicas, opiniões, faz-não-faz, diz-que-me-diz… de muita, mas muuuita gente! Todos com a intenção de ajudar, claro! Mas tem horas em que nada, nada mesmo… ajuda… e muito menos resolve e você acaba quase perdendo as esperanças!

Estávamos indo muito bem na nossa missão de “pais” com o Lorenzo… Cuidar, dar carinho, amamentar, trocar fraldinhas, dar banho, fazer dormir… estava tudo uma delicia! Até aparecerem as temidas CÓLICAS e com ela… muuuuuuuuuito choro e noites em claro!!! Foi aí que o meu pesadelo começou e eu cheguei ao meu limite, precisando até tomar calmante, pois está pra…

Ver o post original 687 mais palavras

CERVEJA – PAIXÃO BRASILEIRA E MUNDIAL

Atendendo a pedidos… pois mesmo no frio ela é uma ótima companhia quando o assunto é… Churrasco!!!!

Meu Relicário

cerv1
Que a cerveja é queridinha do brasileiro ninguem discute, isto por que ela existe a muito mais tempo do que imaginamos.
As primeiras cervejas começaram a ser fabricadas a aproximadamente 8 mil anos atrás por egípcios e balilônios.
Mesmo antes da chegada dos espanhois a america do Sul, os Incas já bebiam cerveja de grão-de-milho.
Atualmente o país com maior tradição na fabricação de cerveja, é a Bélgica.

Mas ao longo dos anos esta técnica foi aprimorada cada vez mais e hoje temos uma vasta variedade de cervejas que atendem até o mais exigente paladar. Vou apresentar aqui alguns dos tipos mais degustados no mundo todo:

pale
IPA – India Pale Ale e outras Ales – Lupuladas, de amargor pronunciado e alta fermentação. Harmoniza com queijos mais gordurosos como parmesão, gorgonzola e o grana padano.

stout
Stout – Porter – Dopple Bock – Dunkel – Cervejas escuras, encorpadas e com aroma e…

Ver o post original 254 mais palavras

Pilates na Gestação

Originally posted on NFfisio: Os exercícios de Pilates na gravidez podem ser realizado desde o primeiro trimestre, sem trazer qualquer problema para a mãe ou para o bebê. Estes exercícios são excelentes para aumentar o vínculo entre mãe e filho, fortalecer e tonificar os músculos de todo o corpo, preparando o corpo da mulher para a…

via Pilates na Gestação — maismaismedicina