Arquivo de Tag | alimentação

COMO APROVEITAR O MÁXIMO DOS ALIMENTOS

Bom dia e boa semana a todos vcs, queridos companheiros de todos os dias (ou quase todos… rsrsrs)

Espero que todos tenham votado consciente ontem, pois nosso voto faz (ou pelo menos deveria fazer) muito peso no futuro do nosso país e da nossa vida.

Em tempos de recessão que estamos vivendo, a palavra chave para não sofrer as consequeências, ou pelo menos evitar ao máximo, chama-se Economia. E ela deve começar desde dentro da sua casa e o primeiro passo pode ser dado na cozinha! Isso mesmo. Você não faz idéia das inúmeras possibilidades de economia e reaproveitamento que podemos obter a partir da nossa despensa, da nossa geladeira.

Busquei algumas dicas na net para que vocês possam aprender e desde já ir praticando. A saúde (e o bolso) agradecem!

alimentos3

Quando estão na época, ou seja, no período da safra, frutas, legumes e verduras não são apenas mais saborosos e bonitos: também custam muito mais barato.
Acostuma-se a comprar ingredientes nos meses em que a produção é mais farta para poder escolher à vontade e pagar menos.
Mas de nada adianta ir à feira ou ao mercado e garantir os melhores produtos se, ao chegar em casa, você não guardar tudo corretamente.
Sim, o lugar que cada alimento ocupa na geladeira e no armário é fundamental para conservá-lo da melhor maneira, evitando que estraguem rapidamente.

Na geladeira

  • Na porta, mantenha água, sucos, geleias, conservas e condimentos.
  • Preste atenção: embora muitas geladeiras exibam compartimentos próprios para ovos na porta, o lugar ideal para guardá-lo é nas prateleiras, em embalagem de plástico, para evitar que o constante abre e fechea provoque alterações na temperatura e o consequente crescimento de micro-organismos prejudiciais à saúde.
  • Na gaveta superior, mantenha manteiga, queijos e carnes embaladas em sacos plásticos.
  • Na prateleira de cima, leite, iogurte e outros laticínios, maionese e demais produtos de uso diário.
  • Nas prateleiras do meio ficam alimentos prontos (sobras do almoço ou do jantar), bolos e pães.
  • Na gaveta inferior, guarde frutas, legumes e verduras.
  • Mantenha tudo em potes ou embalagem tampadas, para diminuir o risco de contaminação cruzada (quando micro-organismos de um alimento, ou até mesmo do ar, passam para outros).
  • Se você abriu uma lata e houve sobra do alimento, transfira o conteúdo para uma vasilha de plástico ou vidro com tampa, e guarde no refrigerador cobero com o próprio líquido da embalagem original.
  • Antes de guardar as verduras, lave e higienize com um produto adequado ou com água sanitária (na proporção de 1 colher de sopa para cada litro de água).
  • Seque bem as folhas e coloque em recipientes fechados.
  • Não abarrote a geladeira: é preciso que o ar refrigerado tenha espaço para circular.

 

alimentos1

Na despensa

  • Armazene os produtos em armários arejados, sem incidência direta da luz solar.
  • Limpe as prateleiras com frequência.
  • Organize os itens por “gênero”: ingredientes para o café da manhã; enlatados; biscoitos; massas; grãos; temperos (óleo, azeite, vinagre).
  • Coloque embalagem mais “novas”, com maior prazo de validade, atrás das que foram compradas há mais tempo.
  • Assim você deixa à mão o que vence primeiro.
  • Lave as embalagens, latas, caixas do tipo longa vida, vidros de conserva etc…antes de abrir.
  • Se possível, transfira o conteúdo das embalagens abertas para potes de vidro ou de plástico, com tampa de fecho hermético.
  • Identifique com uma etiqueta e anote também a data de validade dos produtos.
  • Jamais guarde produtos de limpeza perto dos alimentos.

alimentos2

Melhor época
Frutas

Janeiro: abacate, abacaxi, carambola, cupuaçu, figo, fruta do conde, goiaba, graviola, jaca, laranja pera, limão taiti, mamão formosa, manga, maracujá doce, marmelo, pinha (fruta do conde), pitaia, sapoti.
Fevereiro: abacate, carambola, figo, goiaba, laranja pera, limão taiti, maçã, mamão formosa, manga, melancia, pera, pinha (fruta do conde), pitaia, seriguela, uva rubi.
Março: abacate, banana maçã, banana nanica, caqui, cidra, figo, goiaba, kiwi, laranja pera, limão taiti, maçã, mamão formosa, pera, tamarindo, tangerina cravo, uva rubi.
Abril: abacate, atemoia, banana maçã, banana nanica, caqui, figo, graviola, kiwi, lima da pérsia, limão taiti, maçã, mamão formosa, maracujá doce, pitaia, tangerina cravo, uva rubi.
Maio: abacate, atemoia, banana maçã, banana nanica, caqui, carambola, graviola, kiwi, laranja baía, lima da pérsia, maçã, mamão formosa, tangerina cravo, tangerina poncã.
Junho: abacate, atemoia, carambola, cupuaçu, kinkan, kiwi, laranja baía, mexerica, tangerina poncã.
Julho: abacate, atemoia, carambola, cupuaçu, kinkan, laranja baía, laranja lima, maracujá doce, mexerica, morango, tangerina poncã.
Agosto: abacate, atemoia, carambola, kinkan, laranja baía, laranja lima, laranja pera, lima da pérsia, maçã, mamão formosa, maracujá azedo, maracujá doce, mexerica, morango, sapoti, tangerina morgote.
Setembro: abacate, acerola, banana maçã, banana prata, caju, graviola, jabuticaba, laranja lima, laranja pera, maã, mamão formosa, maracujá azedo, mexerica, nêspera, sapoti, tamarindo, tangerina morgote.
Outubro: abacate, acerola, banana prata, caju, laranja lima, laranja pera, lima da pérsia, maçã, manga, maracujá azedo, nectarina, nêspera, nozes, physalis, tangerina morgote, uva thompson
Novembro: abacate, abacaxi, acerola, amêndoa, amora, avelã, banana prata, castanha, coco verde, graviola, jaca, laranja pera, lima da pérsia, maçã, manga, melão, nectarina, nozes, sapoti, tangerina morgote, uva thompson.
Dezembro: abacaxi, acerola, ameixa, amêndoa, amora, castanha, cereja, coco verde, damasco, figo, framboesa, grapefruit, graviola, laranja pera, lichia, limão taiti, maçã, manga, maracujá doce, melancia, melão, nectarina, nozes, pêssego, physalis, romã, tâmara, uva itália, uva niágara, uva rubi.

alimentos4

Legumes, verduras e ervas

Janeiro: abobrinha brasileira, alface, berinjela japonesa, jiló, pimenta cambuci, pimentão, quiabo, salsinha, tomate.
Fevereiro: abóbora d’água, abóbora seca, abobrinha brasileira, alface, berinjela japonesa, chicória, pimenta cambuci, pimenta vermelha, quiabo, tomate.
Março: abóbora d’água, abóbora japonesa, abóbora seca, abobrinha brasileira, acelga, alface, almeirão, batata doce, berinjela japonesa, catalonha, chicória, escarola, espinafre, louro, mostarda, nabo, orégano, pepino, pimenta cambuci, pimenta vermelha, repolho, rúcula, salsinha.
Abril: abóbora d’água, abóbora japonesa, abóbora seca, abobrinha brasileira, acelga, batata doce, berinjela japonesa, cará, chicória, chuchu, jiló, mandioca, nabo, pepino, repolho, rúcula, salsinha, tomate.
Maio: abóbora japonesa, abóbora seca, abobrinha brasileira, agrião, batata doce, cará, chicória, chuchu, ervilha torta, espinafre, inhame, jiló, louro, mandioca, mandioquinha, mostarda, nabo, rabanete, repolho, salsinha.
Junho: abóbora japonesa, abóbora paulista, abóbora seca, abobrinha brasileira, agrião, batata doce, cará, ervilha torta, espinafre, gengibre, inhame, louro, mandioca, mandioquinha, milho verde, pinhão, rabanete, salsinha.
Julho: abóbora japonesa, agrião, batata doce, brócolis, cará, couve, couve flor, ervilha, ervilha torta, hortelã, inhame, louro, mandioca, mandioquinha, mostarda, nabo, rabanete.
Agosto: abóbora japonesa, abobrinha brasileira, abobrinha italiana , agrião, batata doce, beterraba, brócolis, cará, catalonha, cenoura, coentro, couve, couve de bruxelas, couve flor, erva doce, ervilha, ervilha torta, espinafre, hortelã, inhame, louro, mandioca, mandioquinha, mostarda, orégano, rabanete, repolho.
Setembro: abóbora paulista, abobrinha italiana, agrião, alcachofra, almeirão, aspargo, beterraba, brócolis, cará, catalonha, cenoura, chuchu, coentro, couve, couve de bruxelas, couve flor, erva doce, ervilha, ervilha torta, espinafre, folha de uva, hortelã, inhame, jiló, louro, mandioca, mostarda, palmito, rabanete.
Outubro: abóbora japonesa, abobrinha italiana, agrião, alcachofra, almeirão, beterraba, brócolis, cará, catalonha, cenoura, chuchu, couve de bruxelas, couve flor, erva doce, ervilha torta, espinafre, fava, folha de uva, inhame, louro, manjericão, maxixe, mostarda, nabo, pepino japonês, rabanete, rúcula, tomate caqui.
Novembro: abobrinha italiana, almeirão, aspargo, berinjela, berinjela japonesa, beterraba, brócolis, cenoura, couve de bruxelas, erva doce, espinafre, folha de uva, hortelã, manjericão, maxixe, mostarda, nabo, palmito, pepino japonês, rabanete, tomate caqui.
Dezembro: alho poró, aspargo, berinjela japonesa, brócolis, cebolinha, cenoura, coentro, cogumelo, couve de bruxelas, endívia, erva doce, folha de uva, hortelã, manjericão, maxixe, mostarda, nabo, palmito, pepino japonês, pimentão, rabanete, salsinha, salsão, tomate, tomate caqui, vagem.

PESCADOS

Pescados

Janeiro: bonito, cambeva, carapau, pescada amarela.
Fevereiro: abótea, bacalhau, cambeva, carapau, manjuba, olho de boi, oveva, peixe espada, pintado, robalo, siri, truta, xaréu.
Março: abrótea, berbigão, cação, cambeva, caranguejo, carapau, cascote, cavalinha, corvina, curimbatá, gordinho, guaivira, lambari, lula, mandi, merluza, mexilhão, namorado, pacu, pargo, peixe espada, pescada, pintado, piranha, robalo, sardinha, siri, tilápia.
Abril: badejo, cação, cambeva, cavalinha, curimbatá, garoupa, gordinho, lambari, lula, merluza, namorado, oveva, pacu, peixe galo, pescada, piranha, sardinha.
Maio: berbigão, cambeva, lambari, mandi, meca, namorado, piranha.
Junho: camarão sete barbas, lambari, mandi, meca, mexilhão, porquinho, sororoca, tainha, xaréu.
Julho: anchova, berbigão, camarão sete barbas, mandi, ostra, pargo, sororoca, trilha.
Agosto: bagre, berbigão, camarão sete barbas, cascote, jundiá, mandi, meca, merluza, porquinho, sardinha, sororoca, trilha, tucunaré.
Setembro: berbigão, camarão sete barbas, cascote, jundiá, lambari, linguado, mandi, merluza, namorado, olhete, pintado, sardinha, traíra, tucunaré.
Outubro: bagre, betarra, camarão sete barbas, cambeva, cascote, dourado, lambari, mandi, manjuba, meca, merluza, mexilhão, namorado, olhete, pintado, sardinha.
Novembro: bagre, barbigão, betarra, bonito, carapau, dourado, gordinho, manjuba, namorado, olhete, pescada, salmão, siri.
Dezembro: agulhão, atum, bagre, bonito, cambeva, carapau, dourado, guaivira, manjuba, polvo, salmão.

Bjs

Sol Ferrari

gravida

Anúncios

PORQUE VOCÊ NÃO CONSEGUE EMAGRECER…

emagrecer1

O verão chegou e com ele, a preocupação com o corpo. E a preocupação para entrar em forma começa a incomodar. Encontramos na net, muitas matérias sobre o que fazer para emagrecer, dietas milagrosas, exercícios… Mas vou deixar aqui minha sincera opinião a respeito disso. E olha que neste quesito eu tenho autoridade para falar. Algumas atitudes podem prejudicar o emagrecimento ao invés de ajudar, e com isso você corre o risco de não atingir o objetivo desejado, portanto tome atenção a alguns detalhes a partir de agora.

emagrecer2

Não se pese todos os dias: É absolutamente normal nosso peso oscilar de um dia para o outro, isso pode acontecer por diversos motivos. Por isso não é adequado ficar se pesando todo momento. Deixe para fazer isso somente uma vez por semana, sempre verifique na mesma balança, com o mesmo tipo de roupa e por volta do mesmo horário. Caso esteja próximo ou no período menstrual, não verifique o peso, espere passar este período, pois você estará inchada. Fazendo assim você saberá exatamente se eliminou peso.

emagrecer3

 Coma em poucas quantidades: Diminua o consumo dos alimentos de forma adequada, ou seja, não seja radical a ponto de ficar passando fome pra emagrecer. Além disso, você precisa saber quais calorias são benéficas para seu organismo, estas você não pode eliminar de jeito nenhum. Por isso é importante consultar um nutricionista, que  vai indicar a quantidade ideal de alimentos que você pode consumir, para que emagreça com saúde.

emagrecer5

Não se exercite de barriga vazia: Além de não queimar calorias, você ainda pode passar mal e até desmaiar. Antes de praticar exercícios, consuma pelo menos um alimento fonte de carboidrato (pão, arroz, batata, aveia, fruta, barra de cereais, etc.), assim você terá energia suficiente para malhar direitinho e assim eliminar corretamente as gordurinhas. No meu caso, troquei os exercícios, pela dança. Faz o mesmo efeito e é muito gostoso.

emagrecer6

Coma muita salada: Ela deve estar presente todos os dias na sua alimentação, mas não pode consumida em substituição total aos outros alimentos. Se você quiser substituir uma refeição por salada, então capriche e faça uma salada bem equilibrada, com folhas, legumes, uma fonte de carne (frango, ovos, carne, etc.) e não esqueça dos carboidratos (croutons, batatas, torradas, etc).

emagrecer4

 Moderação com os Carboidratos: Eles exercem funções essenciais, importantíssimas ao nosso corpo, para que ele funcione bem. Por isso não podem ser totalmente eliminados. É só comer a quantidade certa.

Bjs

meuavatarassinatura

ALIMENTE BEM O SEU CABELO

cabelo1

Você sabia que nossos cabelos também precisam ser alimentados? Não somente por fora, com banhos de cremes, hidratações e shampoos de boa qualidade. Eles precisam ser bem alimentados principalmente, de dentro pra fora.

Já conhecem o ditado “você é o que você come”? Pois então… isso vale também para seus cabelos. Eles refletem aquilo que você é e aquilo que você come.

Portanto, segue abaixo algumas dicas de alimentos importantes para os cabelos. Preste atenção para o seu caso e comece 2014 alimentando bem suas madeixas, ok?

Cabelo quebradiço: Cabelo quebradiço ou queda excessiva de cabelo pode significar carência de biotina (também conhecida como vitamina H ou B8), substância que não é produzida pelo organismo humano e deve, portanto, ser suplementada na alimentação. A biotina é encontrada em alimentos como arroz integral, frutas e legumes, nozes, pólen de flores, iogurte, ovos, entre outros.

cabelo2

 Cabelo forte e hidratado: Para um cabelo forte e hidratado é indispensável a ingestão de ácidos graxos, como ômega 3, e vitaminas D e E. Essas substâncias ajudam a manter a saúde do couro cabeludo, proporcionando um crescimento saudável dos fios. Peixes e sementes oleaginosas são boas fontes de ômega 3 e vitaminas D e E.

 Cabelos secos: Cabelos secos e sem brilho podem fazer bom uso dos benefícios do abacate, tanto em uma máscara hidratante quanto na ingestão do alimento propriamente. As máscaras hidratantes feitas de abacate são simples de fazer, basta amassar bastante a poupa da fruta em um recipiente e aplicar sobre os cabelos úmidos, deixando agir por meia hora.

cabelo3

 Cabelo oleoso: O consumo de alimentos ricos em betacarotenos (precursores da vitamina A) é essencial para a saúde capilar. Além de antioxidantes, os betacarotenos controlam a produção sebácea, reduzindo a oleosidade excessiva do couro cabeludo. Também contribuem para a elasticidade do fio e regulam a multiplicação celular. Frutas e vegetais amarelos, laranjas e verde-escuros são boas fontes de betacaroteno, assim como fígado, ovos, leite integral e derivados.

 Queda de cabelo: Alguns minerais, como selênio e zinco, ajudam a prevenir alguns sinais desagradáveis, como a quebra e até a queda de cabelo, pois atuam na síntese de colágeno pelo organismo. Sementes oleaginosas, além de proporcionarem muitos outros benefícios à saúde, são fontes desses minerais.

cabelo4

 Cabelo saudável: 98% da composição do cabelo consiste em proteínas, portanto, nem é preciso dizer o quanto uma alimentação rica em proteínas de alto valor biológico é necessária para um cabelo saudável. Uma dieta proteica, além de contribuir para o crescimento do cabelo, também combate a queda capilar, dando força e brilho aos fios.

Bjs

meuavatarassinatura

ALMOÇANDO FORA…

Toda pessoa que trabalha fora a semana toda precisa se preocupar em manter sua saúde em dia através de uma alimentação saudável. Mas almoçando em restaurantes a tarefa fica um pouco mais difícil. Viver de fast-foods não faz bem. Ficar sem almoçar, pior ainda. Há pessoas que ainda encontram disposição para cozinhar suas refeições diárias em casa, após o trabalho. Um hábito interessante, pois além de saber o que está comendo e como foi preparado, ainda faz economia. Só que na maioria das vezes, este alimento precisa ser aquecido em microondas, e sabemos também que este não é o procedimento adequado para todos os dias. Então a saída é buscar um restaurante.

buffet1

Só que optar por restaurantes também tem seus prós e contras quando o assunto é saúde. Eu acho que buffets estilo self-service são ótimos, pois nele temos várias opções de pratos quentes e saladas. Se você souber se alimentar corretamente, pode até estar se alimentando melhor do que se estivesse cozinhando em casa. Mas deve se lembrar de que, nem tudo que está ali ao seu alcance é saudável para sua vida, mesmo que seja tentador.

Portanto, é essencial que você aprenda a se alimentar fora de casa, sem prejudicar sua saúde. Que tal algumas dicas?

Monte um prato bem colorido! Com verduras, legumes, carboidratos e proteínas. Você terá uma coleção de nutrientes importantes para o organismo, em seu prato. Procure restaurantes que ofereçam opções mais saudáveis, e nunca deixe de observar a higiene do local.

Tempere sua salada com muito azeite de oliva e pouco sal. Se não gostar de nenhum deles, pode optar por limão ou ainda consumir as saladas “in natura”. Substitua sucos industrializados e refrigerantes por água ou sucos naturais.

buffet2

Coma sem pressa, mastigue bem os alimentos, deguste o sabor de cada item do seu prato, assim você estará ajudando seu organismo a fazer uma digestão bem saudável. Desligue-se completamente dos compromissos do trabalho, se estiver acompanhado, fale de tudo, menos disso. E preferencialmente sente longe de TV’s (aliás, acho que deveria ser proibido TV’s em restaurantes), pois elas acabam desviando sua atenção e te tirando do foco principal que neste momento deve ser sua alimentação.

Alimentos pesados como carnes vermelhas e frituras devem ser evitados ou moderados. Eles “pesam” no intestino, e te deixam sonolento durante a tarde, Além disso, aumentam o nível de colesterol ruim (LDL).

Após o almoço, tente substituir aquele cafezinho delicioso, por algum chá digestivo, como o de erva-doce, que ajuda a controlar gases, ou o chá de camomila que combate a queimação no estômago. Se acaba de sair de um espeto corrido, tome chá de boldo ou carqueja, que “dissolvem” a gordura das carnes.

carte1

Se você costuma almoçar em restaurantes “A LA CARTE” a sua variedade de opções diminui. Então invista na qualidade do prato. Prefira os carboidratos integrais que contém fibras e proteínas (já que nesta opção não há como fugir do arroz e das massas). As fibras auxiliam na digestão e controlam a liberação do açúcar.
Prefira carnes brancas como frango e peixe. Se gosta de carnes vermelhas, escolha as mais magras. Para você que é vegetariano, procure fontes de proteínas no feijão, na lentilha, grão de bico, e não esqueça das proteínas que você encontra nos ovos servidos como omelete ou cozidos.

carte2

E NUNCA esqueça dos sucos naturais e da água, seja em restaurantes ou em casa, a qualquer hora do dia.

Bjs

Sol Ferrari