Arquivos

Dia das Crianças Sem Consumismo!

É de pequeno, que se aprende!

É Papais e Mamães… agora que sou mãe também… sei muito bem como é difícil dizer não para um filho não é? Queremos dar sempre o melhor para eles… o tempo todo…  e agora com o Dia das Crianças chegando, dia tão esperado pelos nossos pequenos, pela indústria e pelo comércio, é uma boa oportunidade para refletirmos sobre tudo aquilo de bom e de melhor que podemos oferecer às nossas crianças. É um bom momento para aprendermos a desconfiar daquele primeiro “eu quero” pronunciado efusivamente diante da televisão ou da prateleira das lojas de brinquedos. Não cheguei a esta fase com o Lorenzo (ainda), mas sei que será inevitável daqui a um tempo e quero estar preparada para não ser mais uma vítima dessa sociedade capitalista, consumista e porque não… ostentadora!

Parece clichê, mas é fato que o de melhor que podemos dar aos nossos filhos não custa dinheiro, custa tempo e disponibilidade. Tempo com corpo, alma e coração presentes nos momentos com nossos filhos e disponibilidade para conhecê-los de verdade, assim como aos seus desejos. A proposta é aproveitar o Dia das Crianças para pensar junto com as crianças sobre como diferenciar os nossos desejos genuínos e aqueles que são implantados pela publicidade.

A publicidade trabalha com sofisticadas pesquisas de mercado e age no nosso emocional focando as nossas vulnerabilidades. Raramente vemos um produto – para criança ou para adulto – que venda um atributo material: a publicidade atual vende atributos intangíveis, valores que muitas vezes correspondem às nossas lacunas pessoais. Então num anúncio de trem elétrico veremos a diversão da família sentada vivenciada no tapete da sala ao redor do brinquedo. E é isso que a criança quer: a diversão em família e não, necessariamente, o objeto anunciado.

O que está mais acessível? A vivência-brincadeira em família no chão da sala ou o objeto-brinquedo caro na prateleira da loja? Do que é mais fácil dispor? Tempo ou dinheiro?

crianca

Todo o marketing, todos os editoriais e todas as colunas de comportamento repetem que não temos tempo. E, acreditando que estamos sem tempo à nossa disposição, nos parece mais “fácil” trabalhar ainda mais para conseguir o dinheiro para comprar o objeto-brinquedo e satisfazer o suposto desejo da criança. E assim temos a tranquilidade de estar fazendo o melhor. Estamos mesmo? Não acho! Porque devemos ensinar às nossas crianças algo que mesmo nós, adultos, temos tido dificuldade de entender: que momentos vividos de corpo, alma e coração têm mais valor que os objetos promovidos na tevê.

E vou além… devemos aguçar os sentidos para perceber que estes momentos singulares e amorosos é que serão os que ficarão na memória dos pequenos para sempre!

Vamos repensar o futuro de nossos filhos para que não se tornem escravos do consumismo.

Bjs

cropped-meuavatarassinatura.png

 

.

 

REPELENTE NATURAL DE INSETOS

Então… Primavera chegou. E logo, logo o Verão está aí. E com ele o calor, o sol e… os insetos!

repelente

É quase impossível se livrar de pernilongos e borrachudos no verão. Digo mais, os insetos em geral estão presentes no nosso dia – a – dia, pois a urbanização não fez com que eles desaparecessem. E conviver com eles é necessário, afinal, nós invadimos o seu espaço, principalmente quando nos aventuramos a ir a locais com plantas como sítios, fazendas, praias e etc.

Para quem é adepto a produtos “natureba”, vai aí uma dica de repelente caseiro, fácil e eficaz. Uma substância caseira que, se manipulada de maneira correta, pode ser utilizada tanto quanto os repelentes industriais:

Para a receita do repelente, será necessário:

  • ½ litro de álcool
  • 10 g de cravo da india
  • 100 ml de óleo corporal (qualquer um de sua preferência)

Instruções:

  1. Em um vidro escuro, coloque os cravos da índia e cubra com álcool;
  2. Deixe descansar por 4 dias, balançando o recipiente duas vezes ao dia (pela manhã e a noite);
  3. Depois peneire o cravo e misture a tintura com o óleo corporal de sua preferência.

O uso do repelente pode ser a qualquer hora, uma dica é usar sempre durante a noite, hora em que os mosquitos e pernilongos atacam mais.

Ok?

Beijos

meuavatarassinatura

COMPOSTAGEM DOMÉSTICA… O que é isso?!?

composteira

“É essencial que cada um faça sua parte”

Geralmente, é com essa frase que terminam todos os textos, artigos, vídeos ou campanhas que vemos por aí sobre a prevenção e combate ao processo de degradação ambiental em que nos encontramos. A partir daí, a indagação “mas como posso colocar a sustentabilidade em prática?” é mais do que comum. A separação do lixo para a reciclagem e a economia de energia em medidas simples no dia a dia são exemplos de soluções descomplicadas que refletem que é possível contribuir para o meio ambiente dentro de casa.

A compostagem doméstica ou compostagem caseira é um processo que transforma resíduos orgânicos em adubo de qualidade para hortas e qualquer tipo de cultivo. O processo doméstico de compostagem é uma alternativa viável para o reaproveitamento de resíduos em pequena escala. Como o próprio nome diz, o sistema pode ser realizado nos quintais de casa – com a técnica, estima-se que uma família pode reduzir em mais de 70% o resíduo gerado em seu dia a dia. Imagine o que você poderia reaproveitar com isso: restos de alimentos como cascas de frutas, verduras, cascas e talos, alimentos cozidos ou assados desde que em pequenas quantidades, borra de café, podas de grama e folhas, serragem não tratada, folhas secas…Mas atenção: nunca jogue restos de comida, molhos, carnes, derivados de leite, etc. Estes alimentos apodrecem e “envenenam” a terra que deixará de ser fértil e rica em nutrientes, ok?

Hoje em dia existem até as caixas que são próprias para este fim, mas como são caras e você não quer gastar, né??? a solução é simples. Compre 5kg de terra adubada, despeje num vaso fundo ou numa caixa de plástico com tampa. Jogue ali algumas minhoquinhas queridas… sim, elas produzem o húmus, que é o néctar da terra. Deixe as minhocas viverem ali sozinhas por uns 3 dias, sempre molhando a terra para permanecer úmida. Depois disso, com muito cuidado, revire esta terra (sem machucar as minhoquinhas hein… não acredite na lenda de que, quando cortada, a minhoca se regenera dando origem a duas minhocas – dependendo do lugar do corte, a minhoca pode até morrer). E ao contrário do que muitos pensam, as minhocas não são animais sujos e nem transmitem doenças, e podem ser utilizadas no seu lar sem nenhum problema. Criar minhocas pode ser como criar um animal de estimação qualquer, sendo que ainda lhe oferecem uma contribuição valiosa no apoio à decomposição de seus resíduos.

Sempre que você cozinhar, reserve as cascas dos legumes, das frutas, ou seja, de tudo que for vegetal (até cascas de cebola e alho), que são chamados de Lixo Orgânico, e despeje neste vaso (que deverá sempre estar bem tampado), junto com as minhocas. Misture com a terra delicadamente, tampe novamente e deixe que as minhocas façam o trabalho de fertilizar esta terra.

Esta fração do lixo que é orgânica é tratada naturalmente pela terra e pelas minhocas, e se transforma em uma biomassa altamente nutritiva, que pode ser aplicada em jardins e hortas, como adubo. Sempre que você for transplantar uma flor ou uma planta para um vaso maior, pode misturar este composto à terra do vaso. Ou ainda se você cultiva verduras e legumes, pode eventualmente jogar um pouco desta terra para adubar o solo e suas plantas crescerão ainda mais saudáveis.

Isso se chama Compostagem Doméstica. É apenas a arte de reciclar lixo orgânico a nosso favor.

Nós temos a nossa aqui em casa! E você?

Um beijo.

meuavatarassinatura

RECICLANDO ALIMENTOS E ECONOMIZANDO EM CASA!

Gente linda! Bom dia!

A crise está pegando… (e preocupando!).

É hora de repensarmos seriamente sobre nossas finanças, nossos gastos e nossos investimentos. O que é prioridade e o que não é… e no que podemos contribuir para que a crise não nos pegue de calça curta…

Quando falamos disso, automaticamente se forma uma nuvem escura com raios de complicações caindo direto em nossa cabeça, não é?

Pois você sabia que podemos começar a nos armar contra esta crise sem sair de casa? Sim! Reaproveitando alimentos que normalmente são descartados diariamente. Neste post vou apresentar a vocês, 10 alimentos que podemos replantar em nossa casa, pois mesmo após seu uso completo, eles ainda podem nos presentear muito. E um SALVE a Mãe Natureza! É uma verdadeira Mãe mesmo!!!

Consiste numa reciclagem de alimentos, propriamente dita!

Vejam só:

post1Boa parte dos alimentos que consumimos e depois jogamos fora não precisa ter esse fim. É possível plantar, consumir e plantar outra vez alguns de seus legumes e verduras, economizando dinheiro.

CEBOLINHA: Quando usar a cebolinha, separe toda a parte branca e mais um pedacinho da parte verde. Coloque dentro de um copo com água, cobrindo a parte branda (cerca de 2,5 cm). Deixe em um local ensolarado e, dentro de poucos dias, cebolinhas novas irão brotar. Para ajudar, troque a água todos os dias. Quem tiver um pouquinho de terra pode plantá-las.

ALHO: O alho não precisa ser replantado, basta reaproveitar as folhas do bulbo. Coloque os dentes em uma vasilha de vidro com água e, em alguns dias, alguns brotos crescerão. A dica é usar apenas as extremidades, que são mais saborosas. Quem quiser também pode replantar o alho, mas isso dá um pouco mais de trabalho.

MANJERICÃO: Separe mais ou menos três pares de hastes, corte-as e as deixe com uns 10 ou 15 cm. Escolha as mais bonitas e retire as folhas da parte de baixo, deixando apenas algumas na parte superior. Coloque em um copo de vidro com água até a metade e deixe em um lugar ensolarado, trocando a água de dois em dois dias. Depois, quando as raízes estiverem com o tamanho de 2 cm, replante em um vaso médio ou floreira, pois o manjericão precisa de espaço e de sol.

CENOURA: Assim como o alho, as folhas podem ser reaproveitadas. Também não precisa plantar, basta usar a cabeça da cenoura que todos jogam fora. Assim como na imagem, o ideal é colocar várias numa vasilha com água pela metade. Em aproximadamente 15 dias, novas cenouras começam a brotar.

HORTELÃ: Funciona da mesma forma que o manjericão. Depois precisa ser plantada também em um vaso maior e com furos em baixo, pois necessita de solo drenado e de muita água. Em nenhum momento a terra poderá ficar seca. Então cuidado com o sol da tarde.

ALECRIM: Faça o mesmo processo inicial do Manjericão e da Hortelã. Depois plante os galhinhos em um vaso com furos em baixo para drenar a água, numa mistura de 2/3 de areia grossa e 1/3 de terra musgo. Pela composição da terra, já se percebe que ele não curte muita água, então não regue demais, mantenha-o num local ensolarado. Vá cortando os galhinhos quando precisar, depois replante de novo. Essa técnica pode ser usada com outros temperos, como o coentro.

ALFACE: Poderá partir também para o cultivo hidropônico. Basta pegar a cabeça da alface, aquela que ia jogar fora, e colocar numa vasilha com água, troque sempre que necessário.

ACELGA: Da mesma forma que o Aipo, reutilizar a parte inferior (raiz), “inútil”, da verdura.

ALHO PORÓ: Da família da cebolinha e tal qual, também brota fácil na água. Corte o talo com a parte da raiz, uns 5 cm, e coloque num recipiente não muito fundo ou apoie com dois palitos, um de cada lado, com água até o começo da raiz e vá cuidando para que não evapore e seque. Se for época de temperatura baixa, poderá manter na água mesmo, mas se for verão, replante num vaso com terra preparada, após criar as raízes.

CEBOLA: Com a extremidade da raiz descartada da cebola, faça a mesma técnica da água que a cebolinha, e tantas outras que citamos. Então, após aparecer as raizes, coloque ao sol em um vaso com terra de qualidade ou diretamente no solo do lado de fora.

E você, está esperando o que para se preparar para enfrentar essa crise tão assustadora que nosso país está enfrentando? Se não podemos ajudar globalmente, façamos a nossa parte dentro de casa. Nosso bolso agradece.

Um beijo.

meuavatarassinatura

A INFÂNCIA NOS DIAS ATUAIS

ADULTIZAÇÃO DE CRIANÇAS – UMA REALIDADE SAUDÁVEL OU NOCIVA?

adulto1

Assistindo a alguns episódios do programa “Pequenas Misses” exibido pelo Canal Discovery Home & Health, chego a conclusão de que é noviva, e muito!!! O processo de adultização infantil tem se tornado cada vez mais comum nos últimos anos, atingindo diversos países e classes sociais. Nossas crianças estão sendo influenciadas pela moda, seja por meio de roupas, calçados, músicas ou ainda pelo comportamento, quando, ainda tão jovens já demonstram nitidamente o anseio em alcançar o mais rápido possível a fase adulta.

Essa busca frenética em se tornar “adulto” rapidamente, e da apologia que a mídia faz em torno deste assunto, tem provocado intensas mudanças no comportamento de uma grande maioria de crianças, sobretudo na forma como a infância passou  a ser encarada. É cada vez mais frequente vermos crianças tentando a todo custo, se inserir no mundo dos adultos, deixando de lado as fases que devem ser vividas na infância. Crianças comprando maquiagens, celulares… E os pais, maiores influenciadores desse novo comportamento infantil, muitas vezes vêem no filho uma forma de realização pessoal do qual nunca alcançaram, atribuindo ao seu filho ou filha, atividades e responsabilidades incoerentes com a sua idade e desta forma, interrompendo a fase mais importante de suas vidas, a infância e o direito de ser criança!

adulto2

É fato que sempre existiu um certo fascínio das crianças pelo mundo adulto. No entanto, o que observa-se atualmente é que virar adulto tornou-se o maior objetivo de muitas delas, e isso é muito perigoso.

Onde foram parar as brincadeiras, a ingenuidade e as fantasias próprias da fase infantil e essenciais no desenvolvimento humano??? Foram literalmente e friamente colocadas em segundo plano, em detrimento de uma rotina cheia de compromissos: escola, cursos complementares, salão de beleza, academia, entre outros. E a maioria das crianças, grande parte, meninas, são envenenadas pela ostentação, busca por padrões de beleza que a sociedade exige, e pelo interesse cada vez mais cedo por sua sexualidade. Nesse cenário, vemos cada vez mais adolescentes grávidas (digo, meninas de 11 a 13 anos), além das doenças, preocupações e problemas típicos de pessoas mais velhas têm acometido as crianças, e se tornado algo corriqueiro na vida de inúmeras delas. Exemplo claro é o crescente número de crianças com sintomas de depressão e estresse.

O desenvolvimento capitalista e o consequente consumo exacerbado de bens materiais afeta direta e negativamente as diversas faixas etárias, constituindo no caso das crianças uma problemática ainda mais grave, uma vez que o seu senso crítico e a sua capacidade de discernimento ainda não estão plenamente desenvolvidos.

adulto3

Ao contrário do que muitos insistem em afirmar, as crianças de hoje não são mais inteligentes ou mais desenvolvidas. Na realidade, o que as diferenciam das crianças de outras épocas é, sem dúvidas, o acesso às informações e tecnologias. Desse modo, cabe aos responsáveis por elas impor limites e ensinar  a melhor forma de conviver com as mudanças que a sociedade está passando. Fornecendo condições para um desenvolvimento saudável, sem “pular” etapas. Afinal, cada fase da vida é importante e não há vantagens em acelerar um processo  que acabará ocorrendo de qualquer forma.

Ser criança é ter o direito de brincar, de estudar e de viver plenamente a sua infância.

Você que é mãe e pai… já pensou neste assunto? Será que vocês não estão adultizando seu filho ou filha?

Pensem bem…

Bjs

meuavatarassinatura

QUERIDOS… EU VOLTEI!!!

Queridos seguidores…

Para quem estava acostumado a me acompanhar diariamente deve ter notado que andei sumida nas últimas semanas.

É que algo inesperado e não planejado na minha aconteceu… estou grávida!!!

A notícia súbita literalmente me tirou do chão e nos últimos dias confesso que não tive cabeça para nada além de pensar no que vou fazer da minha vida agora.

É uma mistura de susto, com trauma, com medo, com ansiedade… um turbilhão de sensações que estou aprendendo a conviver diariamente.

Para quem me conhece, sabe que ter filhos estava completamente fora dos meus planos de vida, pelos motivos dos quais a maioria já conhece.

Mas se o Criador quis mudar meus planos… quem sou eu para dizer não, né?

O jeito é aceitar de coração aberto esta vida que está sendo gerada dentro de mim, e procurar enxergar apenas o lado positivo de tudo.

Vocês querem saber se estou feliz????

Não… ainda não estou feliz! Não pelo fato de que terei um bebezinho lindo, branquelo, carequinha e banguela… mas pelos sintomas que isso traz: Estou irritada, muito enjoada, com dores nos seios, com cólicas, durmo mal durante a noite, porque levanto pelo menos CINCO VEZES por noite pra fazer xixi… e depois passo o dia caindo de sono pelos cantos, me canso com facilidade, me irrito com facilidade (este último não é novidade rsrs), e claro, comendo feito um cão de rua!!!

Quem sabe, quando a barriga começar a aparecer, quando eu puder fazer a primeira ecografia e ver o “bichinho” la dentro, ouvir o coração dele… as coisas mudem de imagem pra mim. Mas por enquanto não estou gostando de brincar de grávida.

E isso me obriga a ficar mais na minha, mais quieta, mais isolada… pois não estou conseguindo me concentrar direito para fazer quase nada.

Espero que vocês me compreendam e por favor, me desejem BOA SORTE!

Bjs

meuavatarassinatura

 

DESAFIO DOS POEMAS

Olá meus queridos seguidores, tudo bem?

Bom… vou direto ao assunto com vocês:

Eu fui indicada para responder uma TAG pela fofuxa Vanessa, do Blog Apaixonada por Pijama.

A tag se trata de um Desafio de Poemas, onde você irá postar algum poema/poesia que mais gosta.

Para participar é muito simples:

Este é um desafio com objetivo de espalhar poemas e poesias aos quatro cantos da net.

A ideia é publicar um poema/poesia, e escolher mais 5 blogs para participar.

Você deve avisar a cada blogueiro que ele foi indicado.

Pode ser qualquer tipo de poema/poesia, de autores conhecidos, desconhecidos, autoral, etc.

Quando soube que fui convidada a participar, de cara me veio à cabeça… claro… Vinícius de Moraes, com o clássico “Soneto de Fidelidade”, do qual compartilho abaixo com vocês:

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

(Vinícius de Moraes)

vinicius

Blogs que indicarei:

Luh Menezes – Blog Escrevendo Estilo

Geminiana – Blog Geminiana 29

Mandy Guimarães – Blog Delineando com a Mandy

Dani – Blog De Salto Alto e Notebook

Vih Berto – Blog Batom com Chocolate

Participem!!! É legal!!!

Bjs

meuavatarassinatura