Arquivo | fevereiro 2015

BEBÊ LINDO E… HIDRATADO!

Logo após o nascimento, inicia-se um processo contínuo de descobertas para o bebê. Começa o contato com todos os elementos que o cercam. E este primeiro contato é a pele, o maior órgão do corpo do bebê, responsável pelas sensações de frio, calor, pressão, toque, amor e também dor, tendo um papel fundamental no controle da temperatura corporal e do equilíbrio hídrico do organismo. Além disso, é a primeira defesa contra possíveis agressões do ambiente ao seu redor, uma vez que quando nascem os bebês têm seu sistema imunológico ainda em desenvolvimento.

hid1O mesmo ocorre com a pele do bebê, que está se formando e por isso, por mais suave, delicada e macia que ela seja ainda é mais fina e mais desprotegida que a de uma pessoa adulta, o que contribui para a perda de água e calor. A suavidade, delicadeza e fácil irritação são as principais características que levam a pequenas brotoejas, “vermelhidão”, dermatites, rachaduras e até mesmo assaduras na pele do bebê.

Torna-se então fundamental hidratar diariamente a pele do bebê. E este cuidado começa na hora do banho, quando deve ser utilizado um sabonete líquido suave, de preferência com glicerina ou agentes hidratantes, que não retire toda a camada de gordura da pele, evitando seu ressecamento. Mudanças de temperatura, clima ou hábito alimentares também podem resultar em alterações na textura da pele.

hid3

Após o banho, para manter a pele do bebê integra e hidratada, recomenda-se o uso de uma substância umectante tornando a pele mais suave, flexível e protegida. Podendo ser a loção ou creme hidratante, ou ainda o óleo de acordo com sua preferência ou necessidade. Isso permite que o cuidado com a pele seja associado a um novo momento de contato entre pais e filhos, fortalecendo o vínculo de amor que os une, através dos estímulos do toque. Aproveite este momento único não só para proteger e hidratar a pele de seu bebê, mas também para demonstrar todo amor e carinho que sente por ele, garantindo assim seu desenvolvimento físico e psicológico.
Dica: O Lorenzo usa a linha Bebê Natureza… tem um cheirinho delicioso, textura agradável, dermatologicamente testado e ele adora!
nature

Fonte: http://www.viapharma.com.br/comunicacao/noticias/285-a-importancia-da-hidratacao-na-pele-do-bebe.html
Anúncios

FAÇA AS PAZES COM O ALHO E A CEBOLA

Conheço muita gente que torce o nariz para esta dupla. E não é a toa. A cebola e o alho carregam juntos a fama de causar mau hálito, intensificar o odor do suor e causar irritação ao olhos e à pele. Mas aqui em casa a gente não liga pra isso, não… eles são nossos atores principais quando o assunto é culinária. Tudo por que esta dupla também ocupa o topo da lista dos alimentos considerados “funcionais” – aqueles que, além de alimentar, são capazes de prevenir doenças e manter o organismo tinindo. Estudos comprovam que o alho e a cebola podem prevenir e tratar doenças, como gripe, diabetes e até reduzir os riscos de câncer.

Muitos nutrientes do bem
Entre os carros chefe nutricionais da cebola e do alho está o selênio, um poderoso antioxidante que fortalece o sistema imunológico e afasta o risco de tumores. Os dois também são ricos em vitamina C, outro agente antioxidante que combate infecções e aumenta as defesas do nosso organismo. Além disso, o alho e a cebola possuem boas doses de vitaminas do complexo B, importantes para combater o estresse e o desânimo.

cebola

Proteção contra o câncer
Estudos feitos por pesquisadores italianos do Instituto di Ricerche Farmacologiche “Mario Negri”, em Milão, na Itália, comprovaram que indivíduos que consomem maiores quantidades de alho e cebola (cerca de 22 porções por semana) correm um risco menor de desenvolver alguns tipos de câncer, como o de boca, laringe, esôfago, cólon, mamas, ovário e rins. O benefício se dá graças a uma substância chamada alicina, um composto sulforoso presente nesses alimentos, mas que só se forma quando eles são triturados. Esta substância previne a ativação das nitrosaminas, compostos químicos cancerígenos encontrados principalmente em embutidos da carne, como a lingüiça.

Combate gripes e resfriados
Com eles, as vias respiratórias se mantêm abertas e descongestionadas. O alho e a cebola são ricos em substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antiparasitárias, antibacterianas e antifúngicas, dentre elas a própria alicina. Por isso, é um ótimo remédio para afastar gripes, resfriados e infecções em geral. O alho ainda reduz e ajuda a diluir o muco nos pulmões, sendo eficaz contra tosse persistente e bronquite, podendo ser consumido junto a antibióticos. Além disso, a dupla contém vitaminas A, C e E, nutrientes que reforçam o sistema imunológico.

Não são realmente os Super Heróis da Cozinha??? 🙂

Beijos e boa semana.

meuavatarassinatura

SAL DE COZINHA X SAL MARINHO (onde encontrei)

Pessoal! Republicando a pedidos…

Para todos que ficaram interessados em adquirir o Sal Marinho, nós o encontramos no Mercado Festval de Santa Felicidade (Curitiba/PR):

salguerande

Fruto do oceano, do sol e do vento, o “Sal de Guérande Le Guérandais”é colhido a mão nas salinas, respeitando um método artesanal milenar!  Ao contrário do sal industrial refinado, o sal de Guérande do mar da Bretanha é um sal de origem, não recebendo qualquer tipo de lavagem, nem processamento químico e nem aditivos (anti-aglomerante, agente defluidez, flúor, iodo ou nitrito). O pacote de 1 kilo custou R$ 15,00.
sal marinho

Já não é de hoje que sabemos que o sal é um grande vilão da nossa alimentação. Pois quando consumido em excesso, causa doenças cardiovasculares, hipertensão, cálculo renal, entre outros sérios problemas de saúde.  E, para que o sal não seja tão maléfico, é necessário controlar a quantidade do seu consumo no dia a dia, a qual não deve exceder o limite de 5 gramas (aproximadamente uma colher de chá) diárias, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quando vamos ao supermercado, é comum irmos direto para a gôndola do sal refinado (sal de cozinha). Mas existe também o sal marinho, que já está sendo utilizado no mundo todo como um “substituto definitivo” do sal refinado, e que promete não fazer tão mal á nossa saúde. Será? Fui pesquisar a respeito, pois, particularmente, nunca usei e nem o conheço, sequer. Então estabeleci uma comparação entre os dois:

Sal Refinado
O sal refinado, assim como o sal marinho, é obtido através da evaporação da água do mar. Porém, o sal refinado passa por um processo térmico para que a sua umidade final fique em 0,05% e, também, pelo refinamento e branqueamento. Em ambos os processos, o sal perde quase todos os traços de microelementos ou oligoelementos (que inclui o iodo) e só permanece uma alta taxa de sódio.  Para tanto que, após o refinamento, o sal precisa passar por um processo de iodação, já que a deficiência dessa substância no organismo pode desencadear o desenvolvimento de doenças como bócio e outras anomalias.

Sal Marinho
Já o sal marinho não passa por nenhum desses processos, seja ele térmico, de refinamento e ou branqueamento e, portanto, mantém todos os microminerais e nutrientes que o sal refinado acaba perdendo, inclusive o iodo. Além disso, o sal marinho também possui um sabor menos salgado do que o sal refinado e não sofre adição de nenhuma substância química. Assim, o sal marinho permanece com cor e tamanho diferentes do refinado. No máximo, ele é moído para que o seu uso possa ser feito no preparo de alimentos.

Efeitos do Sal Refinado e  respectivas doenças:
Hipertensão arterial
Edemas
Eclampsia e pré-eclampsia
Arteriosclerose cerebral
Aterosclerose
Cálculos renais
Cálculos vesicais
Cálculos biliares
Hipoplasia da tireóide
Nódulos da tireóide
Disfunções das paratireóides

Aditivos Químicos do Sal Refinado:
Iodeto de potássio
Óxido de cálcio
Carbonato de cálcio
Ferrocianeto de sódio
Prussiato amarelo de sódio
Fosfato tricálcico de alumínio
Silicato aluminado de sódio
Dextrose
Talco mineral

Diante do exposto, não tem nem o que discutir. O negócio é passar a usar sal marinho em tudoooo e garantir a nossa plena saúde, não acham?

Bjs

meuavatarassinatura