Arquivo de Tag | familia

Brinque com seus filhos!

Lembrar da infância é lembrar de brincadeira. Ou deveria ser, eu acho.

brincar1.jpg

Para muitos, lembrar da infância é esquecer por um momento das turbulências da vida adulta. E acho que todas as pessoas, de todas a idades, não deveriam se privar das brincadeiras, principalmente para quem tem filho(s), pois muito mais do que momentos de lazer e distração, as brincadeiras permeiam nossa relação com o mundo de forma inocente e natural.

Elas estão ligadas ao desenvolvimento da criança e à interação com os outros, com ela mesma e com o mundo. Brincar está profundamente ligado à aprendizagem, principalmente nos primeiros anos, e é através dos brinquedos e das brincadeiras que a criança descobre o seu papel no mundo. A criança fala muito através da brincadeira. Brincar é uma questão de composição do ser humano, do indivíduo. Ela se expressa, se desenvolve, se integra através do brincar, que tem que ser prazeroso.

brincar2A brincadeira acontece para muito além do brinquedo material. Seu corpo pode (e deve) ser o motor da brincadeira. Brincando ao seu lado, e com você, a criança desenvolve muito melhor a criatividade, a autonomia, a tomada de decisão, a relação com ela mesma, a expressão corporal, dentre outros benefícios. Mas o mais importante é a interação com o papai e a mamãe, pois ela verá os pais como seus melhores amigos. E te garanto, você se divertirá muito com ela!

A interação de pais e filhos por meio do brincar é muito importante, mas os pais precisam entender que “o brincar junto não é brincar pela criança”. É preciso “entrar no mundo imaginário delas”, criar, imaginar, viajar no universo da criatividade delas, se tornar, literalmente, uma criança.

Porém, muitos pais acham que acompanhar os momentos de brincadeira dos filhos é sentar-se e observar o que eles fazem, quando na verdade essa presença sem interações não interfere em nada no momento da criança. Simplesmente observar os momentos de lazer do seu filho tem o mesmo valor de não estar presente e certamente não é isso que você deseja, não é?

Muitos pais chegam em casa cansados e estressados e só o que pensam é no seu descanso. Mas meus amigos, sinto informar que “descanso” não lhes pertence mais 🙂 ! este é um ônus da paternidade e da maternidade, e vocês papais, precisam entender isso. Seus filhos precisam brincar (com os pais) nem que seja por 15 minutos, mas que seja se entregando ao momento de alma, coração… e corpo!

Então, papai e mamãe… sempre que puderem, tirem um tempinho para brincar (brincar de verdade) com seus filhos. Sentem, deitem, rolem no chão com eles. Pulem, dancem, cantem, gritem… lambuzem-se de tinta, de lama, brinquem de tomar banho de chuva… Brinque de roda com eles, de amarelinha, de cabaninha, de esconde-esconde, pega-pega… brinquem muito!!! Esqueçam do mundo lá fora! Façam a magia da alegria acontecer em suas vidas! Transformem-se em fadas, duendes, dinossauros, robôs, bonecas, princesas… ou o que seus filhos desejarem neste momento tão especial.

brincar3

Não se preocupe com a bagunça… Bagunça se arruma depois. O momento que você viverá com seus filhos, será único, e ficará para sempre guardado na lembrança e no coração… de vocês, pais… e principalmente, DELES!

Sabe aquele dia em que nada dá certo pra você? Aquele dia que você passa o tempo todo pensando que não deveria ter levantado da cama? Dia tenso, cheio de trabalho e stress?

Seus filhos são a cura para isso! Por experiência própria. Afirmo isso com autoridade. Lorenzo se tornou meu antídoto contra qualquer mal que tente me assombrar! Quando estou ficando fraca, ele que me ajuda… brincando comigo! O melhor remédio para stress do mundo… o melhor remédio da vida… é SORRIR!

Pensem nisso.

Bjs

cropped-meuavatarassinatura.png

 

Anúncios

DIFERENÇA ENTRE “FAMÍLIA” E “PARENTE”

familia3

Estou aqui hoje, um pouco decepcionada, fragilizada e triste, principalmente pela minha nona, que faleceu ontem aos 96 anos. Agora sei que ela e minha mãe estão juntas e felizes em um plano mais elevado. Então quero apenas agradecer ao Poder Divino pelo privilégio de ter participado dos últimos anos de vida dela por aqui, e por ter uma família tão linda! Ontem tive a certeza concreta de que minha família é meu maior tesouro, meu templo, meu porto, e a protejo e defendo com unhas e dentes.

Mas deixo bem claro aqui, que minha família é constituída não só por elos sanguíneos, mas também por pessoas que merecem fazer parte dela, pessoas que eu escolhi para serem minha família. Na minha família não cabem “parentes”.

Há um abismo de diferença entre “família” e “parente”:

Família é aquela que está  junto em todos os momentos, perto ou longe, é aquela que participa da sua vida, que sofre contigo,  que luta contigo, mas que também sorri contigo. Para realmente fazer parte de uma “família”, não precisa necessariamente possuir laços sanguíneos. É necessário muito mais do que isso, já que os laços que a une são muito mais profundos, como por exemplo confiança e afeto. Família são as pessoas que estão sempre ao nosso redor, auxiliando quando precisamos, apoiando, ouvindo, ou só nos fazendo mais felizes.

parente

Já os “parentes”, são aquelas pessoas que possuem vínculos sanguíneos e são semelhantes em matéria de DNA. Mas que não significa que também sejam semelhantes em matéria de caráter, interesses e propósitos de vida.

Ao longo de todos estes meus trinta e poucos anos, acabei, por diversas circunstâncias e motivos alheios a minha vontade, me afastando de parte da minha família por parte de mãe, que mora em Santa Catarina. Mas a quase dois anos, na primeira oportunidade que tive de resgatar os elos familiares, eu fiz! E não me arrependo, pois hoje somos mais unidos do que nunca.

familia4

Resgatei novamente acima de tudo, o carinho verdadeiro, a amizade, o amor fraternal, o companheirismo, e o respeito com o qual eles, primos, primas, tios e tias, sempre nos trataram.  Fiz o mesmo com minha família em Curitiba, por parte de pai. Meus primos e primas tão queridos e tão presentes em minha vida. Sem contar as amizades verdadeiras que caminham comigo a tantos anos, e as que eu descobri a menos tempo, mas que também ganharam uma capitulo na minha história.

Esta hoje é a minha família! E os que deixei de fora sinto muito, vocês não se enquadram neste quesito, não fizeram por merecer este espaço em minha vida.

parente2

Sou uma pessoa muito intuitiva. Posso me fazer de boba, mas é muito difícil alguém me enganar. Não sei se isso é um dom ou um castigo, mas consigo captar intenções das pessoas com muita facilidade. E com esta mesma facilidade, é que eu identifico os “parentes” maldosos e interesseiros, falsos e invejosos, que se aproximam de nós apenas pensando em tirar proveito de alguma coisa, e esperando receber algum benefício. Este tipo de gente eu faço questão de tirar da minha vida, deletar, ignorar, esquecer.

Não há nada melhor do que ignorar pessoas ambiciosas, mesquinhas, falsas, ignorantes. Como eu descubro quem são? Basta de dar um pouco de corda, e assistir ela mesma se enforcando. Eis ai o “Cálice dos Deuses”. É a Lei do Retorno, tudo que você joga em alguém, volta pra você 3 vezes mais forte.

parente3
Já tive que enfrentar muitas batalhas por este meu excesso de sinceridade (longe de mim ser perfeita, mas sincera e verdadeira, eu sou). Portanto deixo uma dica aqui para quem a carapuça servir: NUNCA, NUNCA, se aproximem de mim com a intenção de me sugar, de me explorar, de me invejar, de fingir amizade com sorrisos falsos, abraços falsos, palavras falsas. Eu estou esperta, eu estou sempre na defensiva. Cada um tem de mim exatamente aquilo que cativou.

Família tem que ser uma unidade espiritual, não apenas uma ligação sanguínea. Familia é corpo e alma. E Minha familia HOJE é assim. Somos um círculo de confiança, almas juntas a muitas e muitas encarnações, inseparáveis..Unidos pra resgatar nossos erros e nos tornarmos pessoas melhores, almas em evolução. E quem está de fora, infelizmente não sabe o que está perdendo!!!

Só tenho que agradecer a Deus por ter me dado o tempo suficiente e a oportunidade de descobrir quem são meus companheiros de Jornada verdadeiros. O laço mais profundo que podemos ter com alguém não é o de sangue, e sim o da ALMA!

Amo vocês, FAMILIA!!!!

Bjs

meuavatarassinatura