SAL DE COZINHA X SAL MARINHO

sal marinho

Já não é de hoje que sabemos que o sal é um grande vilão da nossa alimentação. Pois quando consumido em excesso, causa doenças cardiovasculares, hipertensão, cálculo renal, entre outros sérios problemas de saúde.  E, para que o sal não seja tão maléfico, é necessário controlar a quantidade do seu consumo no dia a dia, a qual não deve exceder o limite de 5 gramas (aproximadamente uma colher de chá) diárias, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quando vamos ao supermercado, é comum irmos direto para a gôndola do sal refinado (sal de cozinha). Mas existe também o sal marinho, que já está sendo utilizado no mundo todo como um “substituto definitivo” do sal refinado, e que promete não fazer tão mal á nossa saúde. Será? Fui pesquisar a respeito, pois, particularmente, nunca usei e nem o conheço, sequer. Então estabeleci uma comparação entre os dois:

Sal Refinado
O sal refinado, assim como o sal marinho, é obtido através da evaporação da água do mar. Porém, o sal refinado passa por um processo térmico para que a sua umidade final fique em 0,05% e, também, pelo refinamento e branqueamento. Em ambos os processos, o sal perde quase todos os traços de microelementos ou oligoelementos (que inclui o iodo) e só permanece uma alta taxa de sódio.  Para tanto que, após o refinamento, o sal precisa passar por um processo de iodação, já que a deficiência dessa substância no organismo pode desencadear o desenvolvimento de doenças como bócio e outras anomalias.

Sal Marinho
Já o sal marinho não passa por nenhum desses processos, seja ele térmico, de refinamento e ou branqueamento e, portanto, mantém todos os microminerais e nutrientes que o sal refinado acaba perdendo, inclusive o iodo. Além disso, o sal marinho também possui um sabor menos salgado do que o sal refinado e não sofre adição de nenhuma substância química. Assim, o sal marinho permanece com cor e tamanho diferentes do refinado. No máximo, ele é moído para que o seu uso possa ser feito no preparo de alimentos.

Efeitos do Sal Refinado e  respectivas doenças:
Hipertensão arterial
Edemas
Eclampsia e pré-eclampsia
Arteriosclerose cerebral
Aterosclerose
Cálculos renais
Cálculos vesicais
Cálculos biliares
Hipoplasia da tireóide
Nódulos da tireóide
Disfunções das paratireóides

Aditivos Químicos do Sal Refinado:
Iodeto de potássio
Óxido de cálcio
Carbonato de cálcio
Ferrocianeto de sódio
Prussiato amarelo de sódio
Fosfato tricálcico de alumínio
Silicato aluminado de sódio
Dextrose
Talco mineral

Diante do exposto, não tem nem o que discutir. O negócio é passar a usar sal marinho em tudoooo e garantir a nossa plena saúde, não acham? Vou ligar já pro Igor e pedir pra comprar hoje mesmo!

Bjs

meuavatarassinatura

 

 

 

 

 

Anúncios

O que você achou deste artigo? Comenta aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s